segunda-feira, 6 de maio de 2013

Quais as vantagens da pílula de progesterona em relação à pílula comum?

Primeiramente vamos esclarecer o que é a pílula de progesterona ou progestínica, também chamada de mini-pílula ou pílula de progestagênio. É aquela que tem apenas um derivado do hormônio progesterona na sua composição em dose baixa. Ou seja, esta pílula não tem estrogênio. Esta é a grande diferença. E como não tem estrogênio, este tipo de pílula pode ser usado em uma série de circunstâncias em que a pílula combinada (com os dois hormônios) não pode. Vamos exemplificar:

Condição

Pílula progestínica

Pílula combinada

Pode ser usada?

Lactação

Sim

Não

Hipertensão

Sim

Não

Fumante acima de 35 anos

Sim

Não

Enxaqueca

Sim

Não

Lúpus

Sim

Não

História de trombose venosa

Sim

Não

Anemia falciforme

Sim

Não

Uso de Rifampicina

Não

Não

Uso de anticonvulsivantes

Não

Não

Como se vê, a pílula progestínica tem uma série de vantagens sobre a pílula comum, que é combinada. Por que então ela não é tão usada?

Primeiramente, por que as pílulas progestínicas antigas não eram tão seguras quanto às combinadas. No entanto, nos últimos anos surgiu uma pílula progestínica com o hormônio desogestrel, na dose de 0,075mg, que é tão eficaz quanto as pílulas combinadas.

Outra questão é que as pílulas progestínicas devem ser tomadas sem interrupção e o padrão menstrual tende para a amenorreia (ausência de menstruação), mas certo número de usuárias podem ter sangramentos fora de hora, que podem incomodar.

Em resumo, as pílulas progestínicas devem ser lembradas como uma opção excelente em uma série de condições em que a mulher não pode tomar a pílula combinada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário