domingo, 25 de setembro de 2016

ALERTA: RISCO DE CÂNCER DE MAMA E USO DO DIU HORMONAL (MIRENA) ®


Estudo publicado em 2015 na Finlândia (1) envolvendo 93843 usuárias de Mirena ®, mostrou que o risco de câncer de mama entre elas é maior do que população em geral. Foram detectados 2015 casos de câncer de mama significando um risco aumentado de 22% do carcinoma ductal e de 33% do carcinoma lobular. Este risco aumenta com o tempo de uso – especialmente após cinco anos de uso -- e pode chegar a 73% em usuárias de Mirena ® por mais de 10 anos.


Este fato é explicado pela presença do derivado da progesterona levonorgestrel na corrente sanguínea, chegando ao tecido mamário, ao contrário do que muitos pensam que o hormônio ficaria circunscrito dentro do útero.
Achamos que os resultados encontrados são importantes e que devem ser divulgados para melhor discussão e esclarecimento com as pacientes. Já sabemos que o DIU hormonal é contraindicado para mulheres que já tiveram câncer de mama.


O que sugerimos no momento é que se evite colocar este dispositivo em mulheres de alto risco para câncer de mama. Isto inclui, principalmente, mulheres com antecedentes desse câncer em parentes de 1º. grau, tais como mãe e irmãs e um seguimento ativo de usuárias de mais de cinco anos de uso do DIU hormonal.

Levonorgestrel-releasing intrauterine system and the risk of breast cancer: A nationwide cohort study.
Acta Oncologica. 4 August 2015.

Palavras-chave: câncer de mama, Mirena, DIU hormonal, levonorgestrel, carcinoma lobular, carcinoma ductal.

Dr. Antônio Aleixo Neto 

domingo, 11 de setembro de 2016

O que é cauterização do colo do útero?


Cauterização do colo do útero é um procedimento que é usado para destruir lesões anormais, e não cancerosas, nesta porção do útero, que fica no fundo da vagina (colo).
A cauterização pode ser elétrica (eletrocauterização), por congelamento (criocauterização) ou química.

BP-plus-degradê-webAparelho de Eletrocautério

A cauterização do colo do útero é comumente usada para tratar as feridas (ectopias ou ectrópios) do colo do útero e lesões pré-cancerosas do colo do útero, tais como pequenas áreas de tecido anormal (displasia cervical), geralmente causadas por alguns tipos de HPV.  Também pode ser usada para estancar hemorragias que podem ocorrer na sequência de um procedimento de biopsia cervical ou retirada de pólipo.

Lesão (mancha) causada pelo HPV no colo do útero



A cauterização do colo uterino é um procedimento ambulatorial que é realizado rotineiramente no consultório do médico e demora apenas poucos minutos. Dependendo do método escolhido e da lesão, não requer anestesia. O método escolhido (elétrica, congelamento ou química) depende da experiência do médico, a disponibilidade de equipamentos necessários, extensão e localização da lesão. Muitas vezes a paciente deve usar um creme vaginal cicatrizante e deve-se abster de relações sexuais durante algumas semanas, de acordo com cada caso.

Saiba mais    

Palavras-chave: cauterização, colo uterino, eletro-cauterização, crio-cauterização, ectopia, ectrópio, HPV.

Dr. Antônio Aleixo Neto