sábado, 27 de julho de 2013

Hipertensão arterial: o que a mulher usuária de pílula deve saber

· Quem tem hipertensão arterial pode tomar pílula?

  • Pressão arterial a partir de 140/90 contraindica a pílula combinada (com estrogênio e progesterona) em qualquer dosagem. Não são contraindicados pílulas só com progesterona, os DIUs de cobre ou hormonal, o implante de progesterona e a injeção trimestral.
  • Pressão arterial acima de 160/110 contraindica a pílula combinada, a injeção mensal e trimestral. Não são contraindicados: pílulas só com progesterona, os DIUs de cobre e hormonal e o implante de progesterona.

· Quem pode ter hipertensão arterial?

  • Em tese qualquer pessoa. No entanto, devem ficar atentas as mulheres acima de 35 anos, as tabagistas, as obesas ou acima do peso ideal, aquelas com antecedentes familiares de hipertensão arterial e as que tiveram hipertensão arterial na gravidez. A incidência de hipertensão também aumenta com o passar da idade e entre os afrodescendentes.
  • As usuárias de pílulas devem fazer um controle da pressão arterial anualmente, especialmente as que têm algum fator de risco citado acima. A própria pílula combinada pode induzir a uma elevação da pressão arterial em mulheres susceptíveis. Lembrar que a hipertensão é uma doença silenciosa, não mostrando sintomas, a não ser quando já está em um patamar mais elevado.

PREVINA-SE!

Palavras chave: hipertensão arterial, pressão arterial, pílula combinada, contraindicações.

segunda-feira, 8 de julho de 2013

3 motivos para colocar o DIU de cobre ou o Mirena® no período menstrual

 

  1. Primeiro é que a menstruação é a maneira mais prática de se descartar possibilidade de uma gravidez.
  2. Segundo, neste o período o canal cervical está mais permeável à introdução do aplicador
  3. Por último, a inserção dos DIUs de cobre ou hormonal pode resultar num sangramento, o qual ficará mascarado pela menstruação, não incomodando a mulher.

Mirena belo

No entanto, por conveniência, tanto o DIU de cobre ou o Mirena® podem ser colocados em qualquer época do ciclo, desde que se tenha certeza de que a mulher não está grávida. Por exemplo: mulheres em uso de pílulas, injetáveis e outros métodos seguros, ou em abstinência sexual.

A troca de um DIU por outro também pode ser efetuada em qualquer momento do ciclo.

Palavras chave: DIU de cobre, Mirena, Inserção de DIU.