domingo, 31 de agosto de 2014

8 vantagens e 4 desvantagens do uso do contraceptivo injetável trimestral

VANTAGENS

  • Muito eficaz: superior até à ligadura tubária.
  • Prático: uma injeção apenas de 3/3 meses.
  • Pode ser usado em qualquer idade.
  • Não prejudica o leite materno.
  • Pode ser usado nas portadoras de miomas ou endometriose.
  • Pode ser usada em hipertensas leves e em portadoras de enxaqueca.
  • Pode ser usada por fumantes.
  • Método barato e disponível na Farmácia Popular.

DESVANTAGENSDepoprovera

  • Muda o padrão menstrual: a maioria passa a não menstruar (o que é bom); outras podem ter sangramentos discretos e irregulares.
  • Pode retardar o retorno à fertilidade.
  • Pode causar dor de cabeça, dor mamária e acne, em algumas mulheres.
  • Pode levar ao ganho de peso e retenção de líquidos, em algumas mulheres.

Palavras-chave: injetável trimestral, contraceptivo injetável.

Dr. Antônio Aleixo Neto

domingo, 24 de agosto de 2014

FIQUEM ATENTAS!

 

Existem diversos medicamentos que diminuem o efeito dos hormônios contidos nas pílulas, injeções e outros anticoncepcionais hormonais, podendo levar a falhas e potenciais gravidezes indesejadas.

Saibam quais:

Rifampicina (Rifaldin®)- antibiótico usado para tratamento de tuberculose.

Griseofulvina (Sporostatin®) – antifúngico, usado para tratamento de micoses da unha, do cabelo e pé-de-atleta.

Difenil-hidantoína (Hidantal®) – anticonvulsivante.

Fenobarbital (Gardenal®) – anticonvulsivante.

Carbamazepina (Tegretol®) – anticonvulsivante.

Primidona (Primid®) – anticonvulsivante.

Hypericum perfuratum (Erva de São João) – anti-depressivo natural.

Erva de São João

Palavras-chave: anticoncepcionais, anticonvulsivantes, interação medicamentosa.

Dr. Antônio Aleixo Neto

domingo, 17 de agosto de 2014

Qual é a faixa etária ideal para uma mulher ser vacinada contra HPV?

Foto injeção

As sociedades médicas recomendam a vacinação o mais precoce possível, segundo o ideal de proteger as mulheres antes mesmo que haja a primeira relação sexual. Existem duas vacinas. Ambas estão licenciadas a partir dos 9 anos de idade. A faixa etária de mulheres que podem se beneficiar da prevenção primária contra HPV aprovada pela ANVISA é de:

Vacina Cervarix: Acima de 9 anos e SEM limite de idade.

Vacina Gardasil: De 9 a 26 anos.

Palavras-chave: HPV, vacinas

Antônio Aleixo Neto

sábado, 2 de agosto de 2014

Vasectomia – o mito

 

Os homens são muito folgados...Deixam as mulheres nove meses grávidas – uma, duas, três vezes – não sentem os problemas durante o pré-natal .Não amamentam. Depois fazem bilú-bilú, nos nenês e fica por isso mesmo. Em 99% das vezes deixam por conta das mulheres a anticoncepção. Pílula, injeção, DIU, anel vaginal, etc.

E a vasectomia? Onde fica?

Para a maioria dos casais que já têm o número de filhos desejados, a vasectomia, é, sem dúvida, a melhor alternativa. 10- 15 minutos de cirurgia, sem efeitos colaterais (nada mole), sem complicações; quase 100% de eficácia. Quer mais o quê?

Vasectomia nele!

vasectomia1

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Varizes na gravidez: como prevenir?

 

Porque gestantes estão mais propícias a ter varizes?

A incidência de varizes neste período é de 24% nas primíparas (primeiro filho) e de 50 a 70% nas multíparas (segundo filho em diante). Diversos fatores causam varizes na gestação, tais como o fator hormonal, mecânico, predisposição hereditária, modificações fisiológicas da circulação pélvica e o aumento do volume de sangue.

O fator hormonal é o mais relevante no surgimento das varizes durante a gestação, uma vez que 2/3 delas aparecem já no primeiro trimestre da gravidez. Eventualmente pode ser atribuído ao volume do útero o surgimento das varizes vulvares no terceiro trimestre da gestação. Há também um aumento do fluxo sanguíneo uterino durante a gestação, causando ingurgitamento das veias ilíacas, dificultando a capacidade de drenagem das veias dos membros inferiores.

clip_image002

Quais são os sintomas das doenças venosas na gestação?

Os sintomas variam de caso a caso dependendo da gravidade da doença venosa. O sintoma mais importante é a dor nas pernas. Sua intensidade depende de vários fatores que são descritos como peso e cansaço, e eventualmente podem apresentar também ardor nas extremidades.

O edema acomete 50% das gestantes, mas nem sempre está relacionado às varizes. Costuma surgir nos últimos meses da gravidez e é mais acentuado no período vespertino, melhorando pela manhã ou com o repouso.

Quais são as medidas que a gestante deve tomar?

A fim de se prevenir a ocorrência da patologia, deve-se: evitar ganho de peso excessivo com uma dieta balanceada; praticar uma atividade física de preferência na água, hidroginástica ou apenas caminhar dentro de uma piscina 2 a 3 vezes na semana; praticar exercícios de alongamento e flexibilidade, o que melhora a respiração e a postura; fazer a drenagem linfo-venosa nos membros inferiores 2 a 3 vezes na semana, com mobilização das articulações, para auxiliar na flebodinâmica.

Na presença de inchaço vespertino (à tarde) acentuado, recomenda-se o repouso intercalado: para cada 2 horas passadas em pé, deitar ou elevar as pernas e pés, estando sentado, por 1 hora.

Quais são as vantagens do uso da meia elástica na gravidez?

O uso da meia elástica ou de compressão melhora a dor e inchaço causados pelas varizes. A meia elástica deve ser prescrita sob orientação de receituário médico, observando o modelo: ¾, 7/8 ou calça; a compressão em milímetros de mercúrio (mmHg); o tamanho, à partir de medidas matinais, de acordo com o diâmetro do tornozelo, panturrilha e coxa.

O uso da meia elástica é sempre possível e em muitos casos, é a única terapia. Ela praticamente não tem contraindicações ou efeitos secundários.

clip_image004

Antônio Aleixo Neto